Capotas Paraná

Economia? Confira as cinco picapes a diesel que mais gastam no Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos nós sabemos o principal motivo que leva os motoristas aos braços do diesel: economia. No entanto, nem toda pick-up com esta mecânica pode ser tão benéfica assim.  Além de um valor elevado se comparado aos utilitários Flex, alguns veículos a diesel acabaram ganhando notoriedade por consumir mais do que o esperado. Com base no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), separamos as cinco picapes que mais “bebem” no Brasil:

1) Volkswagen Amarok 2.0 S Cabine Simples

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com um motor 2.0 e câmbio manual, este veículo pode deixar a desejar quando o assunto é economia. Com uma média de gasto em ciclo urbano de 7,9 km/l, seu consumo em rodovias também não impressiona, fazendo uma média de 8,7 km/l.

2)  Volkswagen Amarok 2.0 Trendline automática

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda na linha Amarok, a Trendline automática possui valores bem similares quando o quesito é economia. Em ciclo urbano, seu consumo é de 8,2 km/l. Já no ciclo rodoviário, esta picape gasta em média 8,4 km/l. Certamente uma opção pouco recomendável para quem faz uso diário do veículo.

3) Chevrolet S10 2.8 High Country Cabine Dupla 4×4 automática

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um sucesso de vendas, os valores de nossa terceira colocada acabam se demonstrando piores quando o assunto é perímetro urbano, com um gasto médio de 8km/l. No entanto, seus números melhoram quando consideramos o ciclo rodoviário, fazendo 9,2 km/l. Ainda assim, nada impressionante.

4) Volkswagen Amarok 2.0 SE Cabine Dupla manual

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguém notou uma tendência até aqui? Em nosso quarto lugar, temos mais um exemplar da linha Amarok. Consumindo cerca de 8,5 km/l em perímetro urbano, seus números são ligeiramente superiores a outras picapes encontradas até aqui. Para vias urbanas, esta picape realiza 8,5 km/l. Já em rodovias, sua média é de  9,3 km/l.

5) Ford Ranger Limited 4×4 cabine dupla

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para fechar nossa lista, esta variação da Ford Ranger também peca quando falamos sobre economia. Com um câmbio automático de seis marchas e um motor de 3.2, seu números são similares aos da Amarok Cabine Dupla, apesar da potência do motor. Para vias urbanas, esta picape realiza 8,5 km/l. Já em ciclo rodoviário, o números apontam um gasto de 9,5 km/l.

CAPOTA EXTREME SUA PICK UP SEM LIMITES!

A Capota Extreme é uma nova perspectiva em desenvolvimento de Capota Marítima.

O cliente de hoje é um cliente que tem conhecimento do que realmente funciona e valoriza seu automóvel, e pensando em atender as exigências atuais a Capotas Paraná avança com seu novo lançamento, com a finalidade de trazer mais segurança, praticidade e beleza com a Capota Extreme.

Seleção da Capotas Paraná participa do Campeonato da Segunda Divisão de Futsal de Apucarana

A Seleção da Capotas Paraná participa do Campeonato da Segunda Divisão de Futsal de Apucarana, com a organização da secretaria de Esportes/Juventude de Apucarana, deu início os campeonato Municipal da Segunda Divisão de Futsal Adulto.

Este ano estão inscritos 40 equipes da segunda divisão o envolvimento diretamente são mais 1100 pessoas entre atletas, dirigentes e coordenadores.

Na primeira semana de jogos pela Segunda Divisão, foram marcados 68 gols.

Os jogos estão sendo realizados na quadra do Colégio Antônio três Reis de Oliveira, na quadra do Colégio Mater Dei e a praça esportiva do Complexo Esportivo José Antônio Basso (Lagoão).

Os Jogos serão realizados à noite, a tabela e programação dos confrontos, horários e locais de competição estão disponíveis no site http://www.apucarana.pr.gov.br/esporte

A programação completa no site da secretaria de esportes
Serviço: Mais informações sobre esta e outras as ações esportivas fomentadas pela prefeitura e também a tabela dos jogos podem ser acessadas pelo sitewww.apucarana.pr.gov.br/esporte, ou no Centro da Juventude ou pelos telefones 3422-5184 ou 3424-0629.

24 de abril, dia do Churrasco

O brasileiro por natureza é um fan inveterado de churrasco, para tanto a curiosidade de onde surgiu esta comemoração é nada mais nada menos do que de nossos irmãos gaúchos que registraram a data de 24 de abril como o Dia do Churrasco e do Chimarrão. Instituído pela lei 11.929, de 20 de junho de 2003, de autoria do líder da bancada do PDT na Assembleia Legislativa, Giovani Cherini, o dia 24 de abril, em homenagem a fundação do primeiro Centro de Tradições Gaúchas do Rio Grande do Sul, o CTG 35, de Porto Alegre, que completa 65 anos. A data de 24 de abril foi escolhida por sugestão do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG).

“Entende-se por churrasco à gaúcha a carne temperada com sal grosso, levada a assar ao calor produzido por brasas de madeira carbonizada ou in natura, em espetos ou disposta em grelha, e sob controle manual”, diz o parágrafo único do artigo 1º da lei estadual. Claro, a regra nada mais é do que uma mera formalidade. E uma forma de lembrar, anualmente, dois símbolos do estado, cantados em prosa e verso por artistas e poetas do nosso pago.

Fonte: Com informações de: radiosimpatia.com.br

Qual a importância da Capota marítima na lida do campo?

Antigamente quando pensávamos em uma pickup, vinha em mente o transporte de carga pesada, hoje em dia um veículo desse não tem apenas esta funcionalidade, além da função de carga ela é usada como veículo do dia dia e de passeio.

Agora, uma coisa que é fundamental e não é mais considerada um opcional, é a “Capota Marítima”, que além de tornar a pickup mais atraente, moderna e  bonita, ela tem uma grande funcionalidade que é proteger a caçamba e as cargas, e isso é muito importante para quem lida com afazeres do campo.

A Capota Marítima sem dúvida é usada como um ítem que não pode faltar nas pickups, devido à funcionalidade, praticidade e ítem de segurança, profissionais que usam suas pickups no campo relatam que ela não pode faltar e até deveria ser item de fábrica.

No entanto devemos tomar cuidados para que ela não se torne um pesadelo, pois o modo de fabricação e os materiais utilizados fazem muita diferença na hora de comprar uma Capota Marítima, como exemplo,vamos citar uma das maiores fabricantes de Capota Marítima do Brasil,  a Capotas Paraná, que foi fundada em 2006 e disponibiliza no mercado 4 tipos de Capota Marítima que são denominadas: Capota Baguete, Capota Lock System, Capota Top e Capota Strike.

Quer conhecer mais os produtos da Capotas Paraná, clique aqui e veja.

#LidaNoCampo

Parabéns Consumidor, hoje é seu dia!

O Dia Mundial do Consumidor é comemorado anualmente em 15 de março.

O Dia do Consumidor foi criado para proteger e lembrar sempre dos direitos do consumidor, não apenas entre as pessoas que consomem, mas que também as empresas e lojas lembrem do compromisso de respeitar todas as leis que protegem os seus consumidores.

Como consumidor se considera todo aquele a quem sejam fornecidos bens, prestados serviços ou transmitidos quaisquer direitos, destinados a uso não profissional, por empresas ou pessoas que exerçam com caráter profissional uma atividade econômica que vise a obtenção de benefícios.
Origem do Dia Mundial do Consumidor

O Dia Mundial dos Direitos do Consumidor foi instituído pela primeira vez no ano de 1962, pelo presidente dos Estados Unidos John Kennedy, como uma forma de dar proteção aos interesses dos consumidores americanos.

O presidente norte-americano ofereceu quatro direitos fundamentais aos consumidores:

1 – Direito à segurança

2 – Direito à informação

3 – Direito à escolha

4 – Direito à ser ouvido

Depois de 23 anos da ação de Kennedy, em 1985, a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) adotou o dia 15 de março como o Dia Mundial do Consumidor, tendo como base as Diretrizes das Nações Unidas, dando legitimidade e reconhecimento internacional para a data criada por Kennedy.

Vai comprar pneus para sua picape? saiba as diferenças entre os pneus

Chegou a hora de trocar os pneus de sua picape, e agora, qual devo comprar? Será que compro o mesmo? Antes de comprar os pneus, é importante saber quantas configurações existentes e as diferenças entre eles.

H/T (Highway Terrain) – Asfalto

É ideal para quem roda quase sempre no asfalto já que tem uma alta durabilidade no mesmo e geralmente dura bem mais que os pneus A/T e M/T no asfalto. Este tipo de pneu tem uma parede/lateral menos reforçado quando comparado com pneus A/T e M/T por isso é mais confortável, também tem sulcos menores para ser mais silencioso no asfalto.

A/T (All Terrain) – Asfalto/Terra {Misto}

Geralmente 70% asfalto 30% terra mas varia muito de marca a marca então é bom verificar nas especificações do pneu desejado. Este é um pneu ideal para quem roda maioria do tempo no asfalto mas algumas vezes precisa fazer uma trilha leve. Este pneu geralmente tem uma alta durabilidade no asfalto mas por ter sulcos mais profundos faz mais ruído quando comparado com um pneu para H/T. A lateral/parede também é mais reforçado que o de um pneu H/T, por isso geralmente é menos confortável que um pneu H/T. Não é ideal para quem dirige rápido no asfalto e exige muito performance na pista seca e molhada

M/T (Mud Terrain) – Lama/Barro/Terra {Pneu Borrachudo}

Geralmente 20% asfalto e 80% terra mas varia de marca a marca. Este é um pneu ideal para quem roda quase sempre no barro/lama/terra já que tem um excelente desempenho no mesmo por ter sulcos bem profundos e dispersados. No entanto, no asfalto faz mais ruído e tem um desempenho inferior quando comparado com pneu A/T e H/T. Este tipo de pneu também tem uma lateral/parede reforçado para proteger contra pedras e obstáculos desse jeito tornando mais difícil de cortar. Sendo o caso também vai ser menos confortável que um pneu A/T e H/T. Geralmente também é mais pesado então pode aumentar um pouco o consumo e o veiculo pode perder um pouco de potencia.

SUV – Asfalto/Rodovia

Geralmente 100% asfalto mas pode variar de marca a marca. Este é um pneu para quem roda o tempo integral no asfalto/rodovia e exige muito do seu pneu. Este tipo de pneu tem um excelente desempenho na pista seca e molhada geralmente atingindo uma velocidade bem superior a pneus H/T. Pneus nesta categoria são mais confortáveis que pneu A/T e M/T e geralmente mais confortáveis que pneus H/T. É mais silencioso que pneu A/T e M/T mas dependendo do modelo pode ser mais barulhento que pneu H/T. No asfalto tem uma durabilidade maior que A/T e M/T mas depende do modelo pode durar menos que o H/T.

Referência: Fonte

Vai comprar uma picape? Então confira 5 dicas que a Capotas Paraná preparou para que você não tenha surpresas

Para começar devemos nos perguntar porque queremos uma picape, e se temos certeza que vamos querer uma, qual o tipo de carga que normalmente vamos transportar, ou se apenas é para uso pessoal a passeio, esporte e talvez de vez em quando carregar algo. Todas estas perguntas são importantes na escolha do modelo e o tipo de motorização da picape, pois dependendo do tipo de carga pode-se escolher um combustível específico, como flex(gasolina ou etanol) ou  Diesel.


Confira as 5 dicas que a Capotas Paraná preparou para que você não tenha surpresas:

  • 01)Motor a diesel ou Flex?

O motor a diesel, apesar de mais caro, é indicado para quem pretende fazer uso comercial do veículo. Mais econômico e mais robusto, suporta melhor uma jornada pesada de trabalho.

  • 02)Caçamba pequena ou grande?

Pensar lá na frente faz toda a diferença para evitar problemas, as picapes pequenas carregam até 500 kg, enquanto as médias possuem o dobro da capacidade, 1.000 kg. Então futuramente se pensas em carregar grandes cargas, uma picape pequena será problema.

Agora, independente do tamanho da  caçamba de sua picape, o mais importante para proteção delas é colocar um protetor de caçamba, a chamada capota marítima, porque materiais duros e pontiagudos podem tirar a tinta e dar início a pontos de ferrugem, o que depreciará bem o seu carro no momento da revenda.

  • 3)Picape usada, fique atento!

Caso  for comprar uma picape seminova, é imprescindível fazer um check-up na suspensão antes de bater o martelo.

Leve em um especialista de sua escolha e peça para ele avaliar todos os itens da suspensão, ele saberá se tem algum ponto de desgaste que possa ocasionar gastos em um futuro próximo.

Depois leve a um mecânico que avaliará se o motor está aparentemente sem problemas, verifique se contém vazamentos, câmbio e direção, no caso de uma 4×4 verifique se a tração está funcionando, e por final verifique o estado dos pneus.

  • 4)Atenção com os kits de manutenção e preço das peças de reposição!

Antes de mais nada faça uma comparação do preço dos kits de manutenção de cada marca, existem fóruns de discussão na internet onde os proprietários colocam os problemas de cada veículo, escolha o menos problemático.

  • 5) “Mas vale o gosto do que o dinheiro no bolso”

Quem não conhece este ditado? Mas nesse caso avaliar os 4 itens acima antes de realizar um sonho que pode se transformar em um pesadelo.

Da Redação Capotas Paraná

*Foto site 4Rodas Link

Você pegaria uma carona em um carro autônomo?

Bom, pra quem não sabe o “carro autônomo” é um veículo conhecido como veículo robótico ou veículo sem motorista, designam qualquer veículo terrestre com capacidade de transporte de pessoas ou bens sem a utilização de um condutor humano.

Parece uma viagem ao futuro não é, mas isto se torna realidade a cada dia que passa, a gigante GOOGLE que foi criada em 4 de setembro de 1998 pelos americanos Larry Page e Sergey Brin, estudantes da Universidade de Stanford (Califórnia, EUA), e que desde 2015, seu nome se tornou Alphabet e o Google passou a ser apenas uma empresa entre várias outras do grupo e entre elas está a Waymo, que tem como principal projeto a criação de um carro que não precisa de motorista.

E segundo esta notícia do site Português Sapo.pt os:

Serviços de táxis sem condutor avançam: Waymo acaba de encomendar milhares de veículos

A empresa encarregue de explorar os projetos de condução autónoma da Google já usa cerca de 600 carros Fiat Chrysler com o seu software de condução autónoma integrado. Os carros sem condutor têm circulado “em condições reais de trânsito” pelas ruas de Phoenix, no estado norte-americano do Arizona e vão agora ser “transferidos” para Atlanta, no estado da Georgia.

Então, já pensou pegar um táxi sem condutor?

 

Confira 5 dicas simples que podem fazer seu carro ficar muito mais econômico

O combustível é um dos produtos que mais subiram nestes últimos anos, e como somos impotentes em relação a estas altas, o que nos resta é economizar com nossos veículos.
A redação da Capotas Paraná separou 5(cinco) dicas super importantes para que você possa economizar combustível.

01) Use o Freio motor
Reduzir as marchas quando for parando. Com isso o freio motor aciona, isso faz com que economize os freios que acabam sendo pouco exigidos.
Nunca pise na embreagem ao frear, só utilize em trocas de marchas e quando for parar o veículo.

02)Não dirija na “banguela”
Antigamente nossos pais tinham o costume de por o carro na “banguela”, que é por o cambio em ponto morto, pensando que o fato de não estar engrenado pode economizar, quando na verdade faz com que o carro perca a tração que é importante ao fazer curvas, e o principal o desgaste dos freios aumenta.

03) Faça manutenção na suspensão regularmente
Para quem não sabe, temos o alinhamento e o balanceamento do carro, onde o alinhamento deve ser feito sempre que o motorista sentir o carro “puxando” para algum lado, enquanto o balanceamento é requerido quando o houver alguma vibração no volante, e não se esqueça de verificar a calibração dos pneus.
A não manutenção periódica destes itens faz com que gaste mais pneus, freios e por consequência, mais combustível.

04) Uso moderado do ar-condicionado
Quem não gosta de um ar-condicionado? o equipamento é essencial para o conforto, mas seu uso pode aumentar em 20% o consumo de combustível, porque o compressor do equipamento é acionado por uma correia ligada ao motor e claro força mais o motor fazendo com que gaste mais. Tente não dirigir com o ar ligado e os vidros abertos. E se for possível não coloque o resfriamento no máximo.

05) Abastecer com combustível que vale mais a pena
Se seu veículo for flex, sempre abasteça com etanol se o preço do litro for mais de 30% menor que o valor cobrado pela gasolina. Esse percentual se explica porque o álcool apresenta, em média, consumo 30% maior que o derivado do petróleo.